quinta-feira, 21 de março de 2013

VIA SACRA PASSIONISTA ORAÇÃO INICIAL



Dirigente: Ao realizarmos esta via sacra supliquemos a graça de sermos misericordiosos, de termos piedade de coração. Nas mãos de Cristo que sofre por amor de nós, coloquemos nossas vidas a fim de que Ele nos ensine que “é melhor sofrer fazendo o bem, que sofrer fazendo o mal.” Que a bondade, a obediência e a firmeza de Jesus nos convençam que só o cumprimento da vontade do Pai das Misericórdias pode nos trazer a verdadeira felicidade. E que possamos aprender com São Paulo da Cruz a meditar a Paixão de Jesus e enxergar nela o remédio para todos os males.

Canto: A Tua ternura, Senhor, vem me abraçar e a Tua bondade infinita me perdoar. Vou ser o Teu seguidor e te dar o meu coração. Eu quero sentir o calor de Tuas mãos.

Dirigete: Vem, ó Deus da vida, vem nos ajudar!
Todos: Vem, não demores mais, vem nos libertar!
Dirigente: Para a oração venham com fervor,
Todos: O Cristo se fez servo, por nós se entregou.
Dirigente.: Para mim, viver é Cristo Jesus.
Todos. E o Morrer é lucro, pois à glória conduz.

Dirigente: O Deus da vida nos reúne em oração. Sua graça e ternura estejam sempre com vocês!
Todos Bendito seja Deus que nos reuniu no amor de Cristo.

Dirigente: “Se alguém quer me seguir, renuncie a si mesmo, tome a sua cruz e siga-me” disse o Senhor. Fiéis a esta palavra, sigamos os seus passos no caminho da cruz.

Refrão: No peito eu levo uma cruz, no meu coração o que disse Jesus.


via-sacra-2-estacao[1]Jesus é condenado à morte

Canto: A morrer crucificado, teu Jesus é condenado, por teus crimes pecador. (bis)

Dir.: Nós vos adoremos Senhor Jesus Cristo, e vos bendizemos!
T: Porque, pela vossa santa cruz, remistes o mundo. 

 Do Evangelho de S. Marcos:
Leitor: Do Evangelho de Jesus Cristo segundo Marcos (15,10-15)
“Pilatos bem sabia que os chefes dos sacerdotes haviam entregado Jesus por inveja. Por isto perguntou de novo: o que farei com Jesus que vocês chamam de rei dos judeus? Mas eles gritarem de novo: Crucifica-o! Pilatos perguntou: mas, que mal fez ele? Eles, porém gritaram com mais força: crucifica-o. Pilatos queria agradar a multidão. Soltou Barrabás, mandou flagelar Jesus e o entregou para ser crucificado.
                                        
  Reflexão: É preciso aceitar de boa vontade, com espírito aberto e resoluto, a cruz das contradições, assim como Jesus aceitou ser condenado à morte de cruz para fazer a vontade soberana do Pai.
(São Paulo da Cruz – Cartas)

Oração: Ó Deus, tende piedade de nós e dai-nos forças para jamais lavar as mãos frente o sofrimento dos nossos irmãos e irmãs. Pelos méritos da paixão e morte de Jesus Cristo, vosso Filho amado e Senhor nosso.
T: Amém.
 Canto: Eis o tempo de conversão, eis o dia da Salvação!
Ao Pai cantemos juntos andemos eis o tempo de conversão! (2x)


 Jesus Cristo Carrega a cruz

Canto: Com a cruz é carregado, e do peso acabrunhado, vai sofrer por teu amor. (bis)

Dir.: Nós vos adoremos Senhor Jesus Cristo, e vos bendizemos!
T: Porque, pela vossa santa cruz, remistes o
mundo. 

 Do Evangelho de Jesus Cristo Segundo João (19,17):

Leitor: “Carregando ele mesmo a sua cruz, Jesus saiu e foi para o lugar dito do crânio, que em hebraico se chama Gólgota.”

Reflexão: Felizes aqueles que seguem a Jesus no caminho do calvário, pois sofrendo com ele, hão de estar na casa do Pai!
(São Paulo da Cruz – Cartas)

Oração: Ó Deus, sabemos por experiência que sois grande. Conduzi nossos passos e as nossas ações na construção da paz e da fraternidade. Pelos méritos da paixão e morte de Jesus Cristo, vosso Filho amado e Senhor nosso.
T: Amém.

Canto: Misericórdia Senhor, misericórdia, misericórdia! (2x)


Jesus cai por Terra pela primeira vez


Canto: Sob o peso desmedido, cai Jesus desfalecido, pela tua salvação. (bis)
  
Dir.: Nós vos adoremos Senhor Jesus Cristo, e vos bendizemos!
T: Porque, pela vossa santa cruz, remistes o mundo.

Do Evangelho de Jesus Cristo segundo João (19,17)

“Vejam! Tão desfigurado estava que nem parecia mais gente, tinha perdido toda a sua aparência humana. As nações numerosas levarão um susto. Diante dele os reis vão fechar a boca.”

 Reflexão: Vede que injúrias, que sofrimentos padece por nós o Salvador, esmagado sob o peso da cruz! Contemplai como sofre por nosso amor o Filho de Deus, o Redentor do mundo! Ó Jesus, leio em vossos sofrimentos a gravidade de meus pecados! Perdoai-me Senhor!
(São Paulo da Cruz – Meditações sobre a Paixão)

Oração: “Ó Deus, terno e compassivo, acabai com o luto, a dor e a lágrima da face da terra. Ajudai a nos comprometermos com a paz e a solidariedade. Pelos méritos da paixão e morte de Jesus Cristo, vosso Filho amado e Senhor nosso”.
T: Amém.

Canto: Eu confio em nosso Senhor, com fé, esperança e amor! (2x)
  
Jesus se encontra com a sua mãe

Canto: Vê a dor da mãe amada, que se encontra desolada, com seu Filho em aflição! (bis)

Dir.: Nós vos adoremos Senhor Jesus Cristo, e vos bendizemos!
T: Porque, pela vossa santa cruz, remistes o mundo.
  
Do Evangelho de Jesus Cristo segundo Lucas (2,34-35)

“Simeão disse a Maria, Mãe de Jesus: Eis que este menino vai ser causa de queda e elevação de muitos em Israel. Ele será um sinal de contradição. Quanto a você, uma espada há de atravessar-lhe a alma. Assim serão revelados os pensamentos de muitos corações.”


Reflexão: A mãe aflita vai em busca de seu filho Jesus, o condenado. E o encontra subindo o calvário com a cruz nos ombros, amarrado, a cabeça coroada de espinhos. Ó Rainha dos Mártires também nós somos culpados pela cruel espada que transpassa tua alma. 
(São Paulo da Cruz – Meditações sobre a Paixão)                              

Oração: “Ó Deus, Senhor da vida, que envolvestes Maria com o Vosso Espírito para que fosses capaz de manter-se fiel. Dai-nos o Espírito de fortaleza para assumirmos com coragem a nossa vocação e missão. Pelos méritos da paixão e morte de Jesus Cristo, vosso Filho amado e Senhor nosso”.
T: Amém.

Canto: Ó vem conosco vem caminhar, Santa Maria vem! (2x


Jesus recebe ajuda do Cirineu

 
Canto: No caminho do calvário, um auxilio necessário, recebeu do Cirineu. (bis)

Dir.: Nós vos adoremos Senhor Jesus Cristo, e vos bendizemos!
T: Porque, pela vossa santa cruz, remistes o mundo.
  
Do Evangelho de Jesus Cristo segundo Lucas (23,26)

“Enquanto levavam Jesus para ser crucificado, pegaram certo Simão, da cidade de Cirene, que voltava do campo e o forçaram a carregar a cruz atrás de Jesus. Uma grande multidão do povo o seguia.”

Reflexão: Aqueles que suportam com paciência e perseverança, trabalhos, perseguições, desprezo, por amor de Deus, ajudam a Jesus a carregar a cruz. Estes hão de participar com ele da glória do céu.
(São Paulo da Cruz – Cartas)

Oração: “Ó Deus da paz, manifestai vossa glória e poder fazendo com que os homens se reconheçam como irmãos e se ajudem mutuamente na construção de uma sociedade mais humana e justa. Pelos méritos da paixão e morte de Jesus Cristo, vosso Filho amado e Senhor nosso”.
T: Amém.

Canto: A tua ternura Senhor vem me abraçar. E a tua bondade infinita me perdoar, vou ser o teu seguidor e te dar o meu coração. Eu quero sentir o calor de tuas mãos!

Verônica enxuga o rosto de Jesus

Canto: Eis o rosto ensangüentado, por Verônica enxugado, que no pano apareceu. (bis)

Dir.: Nós vos adoremos Senhor Jesus Cristo, e vos bendizemos!
T: Porque, pela vossa santa cruz, remistes o mundo.

 Do livro do Profeta Isaías (53,2-4)

“Ele não tinha aparência nem beleza para atrair o nosso olhar, nem simpatia para que pudéssemos apreciá-lo. Desprezado e rejeitado pelos homens, homem do sofrimento e experimentado na dor;”

Reflexão: A lembrança da Sagrada Paixão é o caminho que nos leva à união com Deus, ao silêncio interior, à contemplação. É preciso deixar-se envolver pelos sofrimentos de Jesus e gravá-los no coração, porque, por eles, cresce em nós o amor de Deus e somos mergulhados no mar infinito da divindade.
(São Paulo da Cruz – Cartas)

Oração: “Ó Deus, fonte de todo bem, ajudai-nos a viver a caridade, libertando a nossa sociedade de todo tipo de discriminação e exclusão. Pelos méritos da paixão e morte de Jesus Cristo, vosso Filho amado e Senhor nosso”
T: Amém.
Canto: E ainda se vier noites traiçoeiras, se a cruz pesada for Cristo estará contigo, o mundo pode até fazer você chorar, mas Deus te quer sorrindo! (2x)

Jesus cai pela segunda vez

Canto: Outra vez desfalecido, pelas dores abatido, cai por terra o Salvador. (bis)

Dir.: Nós vos adoremos Senhor Jesus Cristo, e vos bendizemos!
T: Porque, pela vossa santa cruz, remistes o mundo.

Do livro das Lamentações (1,11-12)

“Olha, Senhor, e presta atenção: como me tornei desprezível! Vocês todos que passam pelo caminho, olhem e prestem atenção: haverá dor semelhante a minha dor? Como me maltratam!”

Reflexão: Quantos vivem esquecidos dos sofrimentos de Jesus! Esses andam confusos e errantes na treva do pecado!
(São Paulo da Cruz – Cartas)

Oração: “Ó Deus, criador do universo, que fizestes a humanidade à vossa imagem e semelhança para viver em comunhão, ensinai-nos a criar um mundo novo. Pelos méritos da paixão e morte de Jesus Cristo, vosso Filho amado e Senhor nosso”.
T: Amém.

Canto: Tu és a razão da jornada, tu és minha estrada, meu guia e meu fim, no grito que vem do Teu povo te escuto denodo chamando por mim.

Jesus fala às filhas de Jerusalém que
choram por Ele.

Canto: Das mulheres que choravam Que fiéis O acompanhavam/ É JESUS consolador/ É JESUS consolador.

Dir.: Nós vos adoremos Senhor Jesus Cristo, e vos bendizemos!
T: Porque, pela vossa santa cruz, remistes o mundo.

 Do Evangelho de São Lucas 23, 27-29.31

“Grande multidão O seguia, e as mulheres batiam no peito e lamentavam-se por causa d'Ele. Jesus, porém, voltando-Se para as mulheres, disse: "Filhas de Jerusalém, não choreis sobre Mim, mas antes sobre vós mesmas e sobre os vossos filhos. Dias virão em que se dirá: Felizes as estéreis cujas entranhas nunca deram à luz e cujos seios nunca amamentaram. Pois se tratam assim o lenho verde, o que acontecerá com o seco?"
 Reflexão: O meio mais eficaz para converter os homens, mesmo os mais desviados, é a paixão de Jesus. A meditação dos sofrimentos do Salvador tem o poder de corrigir os vícios e conduzir os homens ao amor  e temor de Deus. ( São Paulo da Cruz - CARTAS).

Oração: Ó Deus, que acolheis com imenso amor os que em vós esperam, concedei-nos chorar amargamente o mal que fizemos, para alcançarmos a graça de vosso auxilio. (Por Nosso Senhor Jesus Cristo, vosso Filho, na unidade do Espírito Santo).

Canto: Cristo amigo, tu és minha vida, és a força e razão do meu ser, já me anima a doce esperança de um dia na Gloria te ver.

Jesus cai pela terceira vez

Canto: Cai terceira vez prostrado Pelo peso redobrado Dos pecados e da Cruz Dos pecados e da Cruz.

Dir.: Nós vos adoremos Senhor Jesus Cristo, e vos bendizemos!
T: Porque, pela vossa santa cruz, remistes o mundo.

 Do Evangelho de Mateus 11, 28-29

“Vinde a Mim, vós todos que estais cansados e oprimidos, e Eu vos aliviarei. Tomai sobre vós o Meu jugo e aprendei de Mim que sou manso e humilde de coração”.
Meditação: Consideremo-nos felizes por sofrermos e sentiremos o peso da Cruz de cada dia, porque, se tudo suportarmos com a paciência de Cristo, começaremos a ser seus discípulos. Prossigamos, pois neste caminho, seguindo a Jesus até o Calvário.
( São Paulo da Cruz  - CARTAS).

Oração: Ó Senhor, que nossa fraqueza seja socorrida por vossa ajuda misericordiosa , para que o peso da debilidade humana seja aliviado por vossa clemência. Por Nosso Senhor Jesus Cristo, Vosso Filho, na unidade do Espírito Santo.

Canto: O Povo de Deus também vacilava, às vezes custava a crer no amor.O Povo de Deus, chorando rezava pedia perdão, e recomeçava.
Também sou teu povo, Senhor, e estou nesta estrada.
Perdoa se às vezes não creio em mais nada. (2x)
 Jesus é despojado de suas vestes


Canto: Das suas vestes despojado/ Todo chagado e pisado/ Eu vos vejo, meu JESUS/ Eu vos vejo, meu JESUS.
Dir.: Nós vos adoremos Senhor Jesus Cristo, e vos bendizemos!
T: Porque, pela vossa santa cruz, remistes o mundo.

 Do Evangelho de São João 19, 23- 24:
“Depois de crucificarem Jesus, os soldados dividiram em quatro as suas vestes, ficando cada um com a sua parte. Deixaram de lado a túnica. Era uma peça única e sem costura. Por isso disseram entre si: "Não a rasguemos, mas tiremo-la à sorte para ver com quem fica". Assim se cumpria a Escritura: "Repartiram entre si as minhas vestes e deitaram sortes sobre a minha túnica"
Meditação: Jesus se deixa despojar de suas vestes. Assim quer nos ensinar à renuncia a nossa vontade sempre que não estiver conforme à vontade do Pai. Convida-nos a nos despojarmos dos vãos afetos e do amor desordenado a que passa, para revestir-nos de sua santidade. ( São Paulo da Cruz - CARTAS)

Oração: Ó Deus, apoio dos que em vós esperam, sem vós não somos nem fortes e nem santos. Derramai sobre nós vossa misericórdia, e concedei-nos que, seguindo vosso caminho, passemos entre o que passa sem perder o que não passa. Por Nosso Senhor Jesus Cristo ,Vosso Filho, na unidade do Espírito Santo.

Canto:Também sou teu povo, Senhor, e estou nesta estrada.
Perdoa se às vezes não creio em mais nada. (2x)
  
 
Jesus é crucificado

Canto: Sois por mim na Cruz pregado,/ Insultado, blasfemado,/ Com cegueira e com furor./Com cegueira e com furor.
Dir.: Nós vos adoremos Senhor Jesus Cristo, e vos bendizemos!
T: Porque, pela vossa santa cruz, remistes o mundo.

Do Evangelho de São Mateus 27,35-42
“Com Ele foram crucificados dois ladrões, um à direita, outro à esquerda. E os que passavam perto, injuriavam-n'O, meneando a cabeça e dizendo: "... Se Tu és o Filho de Deus, desce da cruz!".  Também os chefes dos sacerdotes, juntamente com os escribas e os anciãos caçoavam d'Ele: "Salvou os outros, e não pode salvar-Se a Si mesmo. Se é o Rei de Israel, desça agora da cruz e acreditaremos n'Ele”.
 Meditação: Nós somos muito felizes porque estamos crucificados com Jesus e temos impressas em nosso corpo suas santas chagas. Somos felizes também porque não nos apegamos as criaturas, mas ao Criador; porque sofremos com paciência  e por amor de Deus as contrariedades da vida; porque enfrentamos sorrindo os sacrifícios no cumprimento do dever; porque vamos crescendo em santidade, no caminho de Jesus. ( São Paulo da Cruz- CARTAS)

Oração: Senhor, que nossas preces vos agradem, e fazei que nossa vontade, mesmo rebelde, sempre se conforme com a vossa. Por Nosso Senhor Jesus Cristo, vosso Filho, na unidade do Espírito Santo.

Canto: Ninguém te Ama como Eu (Bis)
olhe para a cruz, está é a minha grande prova.
Ninguém te Ama como Eu, Ninguém te Ama como Eu (Bis)
Olhe para a cruz foi por ti, porque Te amo.
Ninguém te Ama como Eu.


Jesus morre na Cruz

Canto: Meu JESUS por nós morrestes!/ Por nós todos padecestes,/ Oh! que grande é Vossa dor!/ Oh! que grande é Vossa dor!

Dir.: Nós vos adoremos Senhor Jesus Cristo, e vos bendizemos!
T: Porque, pela vossa santa cruz, remistes o mundo.
 Silencio: Meditação da paixão de Cristo de joelhos (canto: Eis que, lá na Cruz, tu estás Jesus)

Do Evangelho de São Mateus  27,45-46.50
“Desde o meio-dia até às três horas da tarde fez-se escuridão em toda a terra. Pelas três horas, Jesus deu um grande grito: "Eli, Eli, lamá sabactâni?", que significa: "Meu Deus, meu Deus, por que Me abandonaste?"... E Jesus, dando um grande grito, entregou o espírito” .

Reflexão: Jesus morreu para nos dar a vida. As criaturas todas lamentam e sofrem: o sol se escurece, treme a terra, partem-se as rochas, rasga-se o véu do templo. Nosso coração permaneceria insensível? Mergulhemos no mar imenso do sofrimento de Jesus e digamos-lhe: Senhor, nós vos agradecemos porque morrestes na Cruz por nosso amor!
(São Paulo da Cruz - CARTAS).

Oração: Senhor Jesus, que morrendo por vontade do Pai e obra do Espírito Santo, destes vida ao mundo, pelos mistérios sagrados de Vossa Paixão, livrai-nos do mal, e fazei que sejamos sempre fiéis aos vossos mandamentos e jamais nos separemos de vós. Vós que sois Deus com o Pai na Unidade do Espírito Santo.

(Segue em silêncio)

Jesus é descido da Cruz

Canto: Do madeiro Vos tiraram/ E à MÃE Vos
entregaram/ Com que dor e compaixão/ Com que dor e compaixão.

Dir.: Nós vos adoremos Senhor Jesus Cristo, e vos bendizemos!
T: Porque, pela vossa santa cruz, remistes o mundo.

Do Evangelho de Mateus 27,55.57-58
“Estavam ali muitas mulheres, a olhar de longe; elas tinham seguido Jesus desde a Galileia para O servir... Ao entardecer, chegou um homem rico de Arimateia, chamado José, que também se tornara discípulo de Jesus. Ele dirigiu-se a Pilatos e pediu-lhe o corpo de Jesus. Então Pilatos ordenou que lhe fosse entregue”.
 Reflexão:  Ao pé da Cruz está a virgem dolorosa, porque lá onde está a mãe está também o filho. Ó mãe querida, quanto sofrestes ao contemplares  teu Filho morto, reclinado em teu regaço materno! Santa Mãe, nós te pedimos que a paixão de Jesus seja para todos fonte de arrependimento e perdão, de amor e vida!
(São Paulo da Cruz - CARTAS).

Oração: Senhor Jesus, Filho de Deus vivo, que morrestes na Cruz para a Salvação do mundo, derramando vosso precioso sangue para a remissão dos pecados, ouvi nossa prece: fazei que, depois da morte, sejamos recebidos no céu. Vós que sois Deus com o Pai, na unidade do Espírito Santo.

Canto:Prova de amor maior não há que doar a vida pelo irmão!  (2x)

Jesus é sepultado

Canto: No sepulcro Vos puseram/ Mas os homens tudo esperam/ Do mistério da Paixão/ Do mistério da Paixão.

Dir.: Nós vos adoremos Senhor Jesus Cristo, e vos bendizemos!
T: Porque, pela vossa santa cruz, remistes o mundo

Leitor 1: Do Evangelho de Mateus 27,55.57-58
José, tomando o corpo de Jesus, envolveu-O num lençol limpo e colocou-O num túmulo novo, que mandou escavar na rocha. Em seguida, rolou uma grande pedra para fechar a entrada do túmulo e retirou-se. Maria Madalena e a outra Maria estavam ali sentadas, era frente do sepulcro.
Leitor 2: Contemplar a Jesus sofredor é o caminho mais seguro para a Salvação. O Crucifixo é o livro onde se encontra tudo. Aí se aprendem todas as virtudes e a ciência dos santos. (S. Paulo da Cruz - Cartas)

 Oração: Ó Deus, quisestes que fossemos batizados na morte de vosso Filho Jesus, nosso Salvador: concedei-nos sincero arrependimento dos nossos pecados, para que, passando com ele pela morte, renasçamos  para a alegria da vida nova. Por Nosso Senhor Jesus Cristo Vosso Filho, na unidade do Espírito Santo.

Canto:Na paixão do mundo vejo dor, sofrimentos. Rostos marcados, clamores, lamentos. Teu apelo é de vida, eis a minha missão. Ser sinal de esperança e de libertação.
Passionista me chamas a ser, missionário da cruz, da paixão. Seguidor do amor revelado no Crucificado presente no irmão. (bis)

Oração final

Dirigente:Ó Jesus Crucificado que, com infinito amor, quisestes sacrificar a vida pela nossa salvação; aqui viemos para agradecer-Vos tão grande bondade, mediante nossa entrega, arrependimento e conversão.
Leitor 1: Pedimos perdão pelas culpas que cometemos contra a justiça e a caridade fraterna.
Todos: Queremos, como vós, perdoar, amar e ser presença junto aos nossos irmãos mais sofredores.

Leitor 2: Dai-nos força para carregar a cruz de cada dia, suportando com paciência os trabalhos e enfermidades.

Todos: Queremos, como vós, perdoar, amar e ser presença junto aos nossos irmãos mais sofredores.

Leitor 3: Amigo dos pobres, dos enfermos e dos pecadores; vinde em nosso socorro.

Todos: Queremos, como vós, perdoar, amar e ser presença junto aos nossos irmãos mais sofredores.

Dirigente: E, se for para o nosso bem, concedei-nos a graça que instantemente Vos pedimos... (faça o seu pedido no silencio do coração)

 Todos: Ó Jesus crucificado, Caminho, Verdade e Vida; prometemos, fiéis ao vosso amor, seguir-vos hoje e sempre, afim de que possamos partilhar convosco das eternas alegrias da Ressurreição.

Oh! Glorioso São Paulo da Cruz que, meditando a Paixão de Jesus Cristo, vos elevaste a tão alto grau de santidade na terra e de tanta felicidade no céu, e pregando-a ofereceste ao mundo o remédio mais eficaz contra todos os seus males, obtende-nos a graça de tê-la sempre impressa em nossos corações, afim de que possamos obter os mesmos frutos no tempo e na eternidade. Assim seja!

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Postar um comentário